Monthly Archives: November 2011

Nelson Rodrigues fala de teatro

Nós sabemos que o sujeito mais livre do mundo é o leitor. Nada interfere no pudor, na exclusividade e na inocência de sua relação com a obra de arte. Está só, espantosamente só, com o soneto, o romance ou com … Continue reading

Posted in Insanidade | Leave a comment

Uma abertura

Mesmo Glenn Gould, nosso amigo e o mais importante virtuose do piano deste século, não passou dos cinquenta e um, pensei ao entrar na portaria. Só que, ao contrário de Werthemeier, ele não se suicidou: teve, como se diz, uma … Continue reading

Posted in literatura | Leave a comment

Autofagia

O convite acima é do lançamento, amanhã, de Aquilae non gerunt columbas, conto que é o segundo lançamento da coleção “Contém um Drama”, da Não Editora. Aqui, minha primeira resenha no site Meia Palavra. O texto é sobre “Desonra”, de … Continue reading

Posted in Insanidade | Leave a comment