Dor…de novo

Duas semanas atrás, acordei com uma dor embaixo do ombro. Era forte o bastante para ser um incômodo. Mas não tão forte como veio a ficar nos dias seguintes. Quatro dias depois, acordei com meia bola de rugby na altura das costelas. Quer dizer, um inchaço do tamanho de meia bola de rugby. A dor espalhava-se em todas as direções. Incomodava mesmo. Foi quando passei aos remédios. Mas aí uma reação alérgica à pomada que estava passando no local encheu minhas costas de pontinhos vermelhos. Os pontinhos coçam. É, coçam.

Nada muito diferente dos últimos sete anos, quando a tendinite começou. De vez em quando acontece. Mudanças de tempo passaram a ser precedidas de pontadas de dor desagradáveis. Qualquer esforço intenso resulta em alguns dias com o braço dormente, mas como não acontecia há muito tempo, estava me acostumando à idéia de que não iria acontecer mais. Chato e inesperado o fato de que por uma semana (previsão do médico)  vou precisar de braços alheios para escrever.

Então este post foi escrito graças à caridade da Carol, que também escreve neste blog, que é engraçado e eu leio sempre.

About Alexandre Rodrigues

Alexandre Rodrigues não acredita no terceiro segredo de Fátima.
This entry was posted in Insanidade. Bookmark the permalink.

One Response to Dor…de novo

  1. Lefebvre says:

    Esse ombro não tem jeito… Arranca e compra outro. Hehhee

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s