Porto Alegre, segunda-feira, 21:59

Na seção de chocolates do Nacional da Protásio todas as barras estão dentro de capas lacradas de DVD. Um funcionário sentado no chão tem mais ou menos dez destas caixas de plástico grosso transparente abertas diante de si e ao lado mais um monte equivalente de barras de chocolate Lacta. Dentro de cada capa de DVD põe um chocolate e depois lacra a embalagem. Pensando se tratar de alguma promoção peço informações. Ele interrompe o trabalho por um instante pisca umas boas vezes – oito pelo menos – e começa a explicar.

“Não é promoção. É por motivo de segurança. Mas pode levar a embalagem na caixa que ela vai tirar”.

“Muita gente quebrando os chocolates?”

“Não. Antes fosse assim. Muita gente querendo fazer um dinheiro aqui. Mas agora (mostra um chocolate lacrado) se forem botar dentro da calça vai ser difícil de esconder”.

“É tanto assim?”

“Na sexta-feira passada eu não conseguia vigiar aqui estando lá diante dos caixas e também não dá para ver das câmeras. Deixaram tudo vazio (aponta para a prateleira). Então eu dei a sugestão à gerente. Na outra loja em que trabalhei puseram isso”.

“E deu certo?”

“Deu. Mas também tinha vez em que colocavam aqui um selo de leitura (diz um tipo, não lembro). Mas sabe que descobrimos que um sem vergonha levou um lápis eletrônico para a loja? Desarmava o alarme”.

Começo a escolher finalmente um chocolate. Todos os da Lacta Garoto e Nestlé já estão protegidos em estojos. Até os da Neugebauer. Livres restam os do Nacional. Como ocupam muito mais espaço a quantidade de chocolates nas prateleiras é pequena.

Depois de pesar as possibilidades de constrangimento – a única fila aberta parada e a caixa impaciente tentando de todas as formas tirar o chocolate de dentro da capa e pessoas da fila me olhando incomodadas e eu tendo que olhar de volta a dizer que não é culpa minha é do lacre – pego sem muito ânimo uma barra de Nacional com amendoim. Vou te dizer que chocolate de merda.

About Alexandre Rodrigues

Alexandre Rodrigues não acredita no terceiro segredo de Fátima.
This entry was posted in Insanidade. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s