O que você está vestindo?

Não lembro mais quem estava ao lado naquela tarde e me indicou Vox, de Nicholson Baker, abandonado em um balaio da Feira do Livro. Todo ano um livro misteriosamente aparece em promoção ao mesmo tempo em vários balaios. Dois anos atrás foi Mao II, de Don DeLilllo. Outro ano foi Cock & Bull, de Will Self , e em outro, Fear and loathing in Las Vegas numa antiga tradução em que se chama Las Vegas na cabeça. Vox estava à venda por algo como 2 reais, uma edição lacrada ainda por cima, de modo que foi uma compra indolor mesmo que não viesse a lê-lo. Mas também não foi uma compra interessada, de modo que o livro ficou guardado por seis ou sete anos até sair, anteontem, do plástico pela primeira vez. Seja quem for que estava comigo naquela tarde, valeu.

E todas as músicas de que ele gostava eram do tipo que vão sumindo no final ou pelo menos a maioria. Daí eu virei especialista em músicas que vão sumindo em vez de acabar. Comprei as fitas. Ligava o som alto, com os fones nos ouvidos, e ficava escutando com toda atenção, tentando achar o momento exato em que a pessoa no estúdio de gravação tinha começado a baixar o volume, seja lá como eles faziam isso. Às vezes eu tentava ficar aumentando o volume na mesma velocidade em que ele, ou melhor, em que a mão fantasma do produtor do disco ia baixando, para manter o volume de som sempre no mesmo nível. Eu entrava numa espécie de transe, como acontece com você no tapete, e achava que se fosse aumentando sempre o volume – e o meu amplificador é muito potente – a música nunca iria acabar, iria continuar indefinidamente. E assim o que antes eu considerava um tipo de descuido artístico, essa tentativa de criar uma certa impressão – é isso aí, somos capazes de ficar improvisando a noite inteira, mas o babaca do produtor acaba baixando o volume só para não deixar a gente não ocupar o disco inteiro com uma canção gigante – virou pra mim a soma de todas as esperanças“.

About Alexandre Rodrigues

Alexandre Rodrigues não acredita no terceiro segredo de Fátima.
This entry was posted in Livros. Bookmark the permalink.

2 Responses to O que você está vestindo?

  1. Acho que fui eu, hein😛

  2. alexandre r. says:

    acho que foi mesmo. cock & bull eu tenho certeza que foi você. mas o incrível é que alguma vez eu tenha achado que iria ler “melodrama americano”, a história em dois volumes da campanha do bob kennedy à presidência. esse tenho quase certeza de que nunca desbravarei, embora tenha comprado também.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s