Dias com o pai

Um ensaio de Philip Toledano com o próprio pai.

Em 2006, a mãe de Toledano morreu de repente e, reencontrando-o no velório, ele constatou, chocado, que a memória de curto prazo do pai desaparecera. Pouco a pouco descobriu os efeitos da degeneração. Não lembrava – por exemplo – da morte da mulher e, sabendo-a, repetidamente passou pelo mesmo sofrimento até o momento em que o filho desistiu de contar a verdade.

Completou 98 anos em março.

Já tinha achado excelentes as fotos de Toledano no ensaio Videogamers. Estas são belas e tristes.

About Alexandre Rodrigues

Alexandre Rodrigues não acredita no terceiro segredo de Fátima.
This entry was posted in Fotografia. Bookmark the permalink.

One Response to Dias com o pai

  1. T. says:

    Belas fotos realmente. As legendas também.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s