A vã filosofia

rodrigues acha que sua cafeteira está se tornando filosófica. por isso a máquina nunca mais fez café direito. quando tenta preparar um expresso, no meio do processo, envolvida em algum beco sem saída aristotélico, questionando alguma dimensão metafísica, investigando a existência à sua volta, a cafeteira prende a respiração. tal iniciativa é um péssimo negócio no caso de um aparelho para café. depois de prender a respiração, a cafeteira solta o ar de uma vez, espalhando pó negro à sua volta. rodrigues a tudo olha meio desanimado. se serve do pouco de café que ainda resta no copo da cafeteira. tenta evitar que o pó do fundo escorra para dentro da xícara. sorve o primeiro gole e faz uma careta. está frio.

About Alexandre Rodrigues

Alexandre Rodrigues não acredita no terceiro segredo de Fátima.
This entry was posted in Conto. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s